A Dani foi adoptada!

Quando a Dani foi acolhida na União Zoófila estava terrivelmente assustada e, ela própria ainda um bebé, grávida.

Foi possível interromper a gravidez. Fizemo-lo.

Permitir que mais nasçam, quando não conseguimos cuidar dos que vivem, respiram e sentem e todos os anos são abatidos mais de cem mil cães e gatos em canis municipais, seria criminoso.

A Dani recuperou perfeitamente, mas manteve-se receosa do contacto humano. Primeiro portava-se como se fosse morder-nos se nos aproximássemos demais. Depois encostava-se a um canto e, encolhida, gania. Ficava tensa mas não reagia agressivamente.

Só bem mais tarde, com a ajuda preciosa de um ou outro biscoitinho, ela começou a aproximar-se se, sentados no chão, ficássemos imóveis. Não podíamos mexer-nos ou ela fugia.

Se ficássemos muito quietinhos, a Dani cheirava-nos a parte de trás das orelhas e do pescoço. Com sorte, podia olhar-nos directamente nos olhos, como quem pergunta ‘quem és tu?’

Não interessa quem sou eu ou o que sou eu, Dani. O que interessa é que não estou aqui para fazer-te mal.

Ela entendeu. E deixou que a acariciássemos e que o Paulo, voluntário na União Zoófila, lhe pegasse ao colo. 

Muito obrigada a todos os voluntários! Sem vocês nada seria possível. Nada.

Já agora, a Dani não está disponível para que a conheçam e venham a adoptar porque foi adoptada esta semana!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

PARTILHAR:Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Telefone:
Fax:
Sede da União Zoófila, Rua Padre Carlos dos Santos
Alto das Furnas 1500 - 901 Lisboa
pt_PT
en_GB pt_PT