Quimbalina e da Lolita

Falámos dela, da Lolita, aqui. Falámos delas, da Quimbalina e da Lolita, cães da moda que deixaram de ser da moda porque envelheceram e adoeceram. Ficaram para trás, esquecidas.

Nós somos uma associação que tem a seu cargo quase 800 cães e gatos abandonados, num país em que cem mil animais são anualmente abatidos em canis municipais porque não têm famílias.

Por isso, não, não podemos estar de acordo com a ‘produção’ descontrolada de animais, para que sejam vendidos.

E também temos a convicção de que os animais não são artigos de moda. São seres vivos, capazes de sentir dor e satisfação.

Dito isto, os cães de raça que ficaram para trás merecem-nos tanta preocupação como os sem raça definida, muitos mais, deixados à sua sorte.

Por isso, voltamos a falar aqui da Quimbalina e da Lolitá.

A Quimbalina está em processo de adopção. É preciso apenas que a família, que já a conheceu e esteve com ela várias vezes, aprenda a tratar dela, quer dizer, a medicá-la.

O estado de saúde da Lolitá, na imagem, continua a inspirar-nos grande cuidado, uma vez que, devido à falta de tratamento, a Leishmaniose comprometeu-lhe o funcionamento dos rins.

Apesar de tudo, há boas notícias: ontem, a Lolita foi autorizada a fazer o seu primeiro passeio no exterior do canil. 

Pela mão da Paula, voluntária da União Zoófila, pôde apreciar o sol do fim da tarde, antes de voltar à Enfermaria da União Zoófila.

Muito obrigada aos que, ajudando a União Zoófila, nos ajudam a cuidar deles.

Não compre, adopte. Adopte com responsabilidade e ponderação. Para sempre.

PARTILHAR:Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Telefone:
Fax:
Sede da União Zoófila, Rua Padre Carlos dos Santos
Alto das Furnas 1500 - 901 Lisboa
pt_PT
en_GB pt_PT